EPISÓDIOS - 1º SEMINÁRIO DE DISSEMINAÇÃO DE LEITURA LITERÁRIA [2]

2ª Mesa Redonda
Mediador: Santiago Régis (Ilustrador)

Viviane Pereira - diretora executiva da SABIC (Associação de Amigos das Bibliotecas Comunitárias) 

Viviane Pereira iniciou sua fala, se apresentando como representante da biblioteca comunitária "São José de Calazans, espaço de leitura que vem angariando diversos projetos de promoção de leitura em Belo Horizonte. Em seguida realizou uma contação de estória, baseada em um dos livros da escritora Elizete Lisboa, que também estava presente à mesa de discussão. Tal atividade serviu como uma homenagem a Elizete, que faz um trabalho interessante ao lançar seus livros também em braile, e por seu apoio às bibliotecas comunitárias de Belo Horizonte. Viviane ainda apresentou um panorama das bibliotecas comunitárias do município, e falou da experiência de se trabalhar em associação em busca de uma representatividade, e do que é necessário para se criar uma biblioteca comunitária.

Elizete Lisboa
É mineira e mora em Belo Horizonte. Formou-se em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais. Já publicou vários livros como: “Que será que a bruxa está lavando?” e “A bruxa mais velha do mundo”.

 Elizete Lisboa iniciou sua apresentação contando sobre sua história. Falou sobre o começo de sua deficiência visual, e como suas esperiências culminaram na preocupação em oferecer seus livros em "duas escritas", pois ainda são poucas as iniciativas em prol da leitura para cegos. Elizete trouxe muitas informações sobre o livro em braile e falou da necessidade de contato, mesmo dos "visuais" com a escrita braile. O bate papo englobou da escola à família, da biblioteca comunitária à biblioteca pública e através da participação do público presente, vários conceitos e percepções foram enriquecidas. A escritora ainda realizou uma dinâmica interessante, onde através de uma música e da apresentação de algumas representações em braile, ensinou os participantes a identificarem algumas letras. Essa atividade mobilizou todo o público do seminário. Elizete apresentou um vídeo caseiro, onde continua a discussão sobre as duas escritas, ao mesmo tempo em que fica claro a força do seu trabalho como escritora, mediadora e sua busca pela inclusão dos "não visuais" ao universo literário. A participação de Elizete, possibilitou um debate muito rico sobre um assunto que ainda não possui muito espaço para troca de experiências. Questões como a percepção da ilustração para "não visuais" é um assunto complexo, ainda mais em se tratando das crianças, portanto momentos como esse é que são capazes de promover, na prática, os passos para a tão falada inclusão. Todas as publicações da escritora Elizete Lisboa fazem parte do acervo das bibliotecas do Pólo de Leitura "Sou de Minas, Uai".


Um comentário:

  1. Foi muito bom estar ao lado da Elizete. Pela sua palavra, durante o seminario, fica claro que com insentivo a leitura nao importa as dificuldades, o importante é a vontade de ser leitor.

    ResponderExcluir